quarta-feira, 11 de março de 2009

Moças e miúdos



Mercado da Lapa. São Paulo. Terça-feira, meio da tarde.
Fígado, moela, rabada, bofe (!), cérebro de boi... Eca! Cérebro já é demais.
- Vocês gostam dessas coisas?, perguntei às duas mocinhas debruçadas sobre o balcão do "Rei dos Miúdos". - Não..., dizem, com carinha de nojo. E continuam papeando entre elas os assuntos miúdos de duas adolescentes.
Não deve ser divertido vender algo de que não se gosta. Mas fiquei intrigada mesmo com o cérebro do boi. Com a mesma aparência de cérebro humano, embaladinho. Sei que os argentinos comem. Na grelha. Mauricio, meu partner, conta que comeu quando era moleque. À milanesa. "É gostoso... Parece uma musse, é molinho." Eca 2! Mais essa. O miolo é mole. Alguém já provou?

16 comentários:

Guilherme Busch disse...

Minha mãe fazia quando eu era moleque. À milanesa. Tinha um aspecto muito bom, e pro paladar de uma criança era ótimo. A iguaria fazia parte de um pacotão que tinha tbém moela de frango, fígado de frango e de boi e língua bovina. Mas não como nada disso faz anos. E confesso que não tenho sentido falta. Exceto a moela de frango, que com pão, um molhinho de tomate e uma pimentinha...

vida cotidiana disse...

Nunca comi, nem quero. Eca mil vezes.
Mas sei que o cerebro tem uma consistencia um pouco gelatinosa.
Nas aulas de anatomia, né?

Regina Bui disse...

não tenho a mínima curiosidade...

Cruela Cruel Veneno da Silva disse...

eu como
na verdade chamamos de MIOLO DE BOI.

vira e mexe tinha miolada.

ps. fia? eu já comi de um tudo nessa vida...

andrea disse...

ARGH!!!! 10.000x...
nem pensar...e ainda acho uma sacanagem incluir essas "delicias" no cardápio infantil, mal feitas, à custa de srem fonte de ferro, zinco e q tais... Criança tb merece um pouco de capricho, se é pra servir isso, q seja ao menos de forma saborosa, com uma apresentação q não traumatize o futuro adulto.

sonia correa disse...

Acho que o Sr. Lula da Silva deveria INCLUIR NO FOME ZERO, no BOLSA FAMILIA o MIOLO DE BOI, ou melhor MIOLO DE DEPUTADO/SENADOR, qual será o PIOR????????????????

Rosane Queiroz disse...

Hum, Guilherme (voce é bush mesmo ou e uma piada?)
do seu pacote, só me apetece o fígado...

Bom, gente, tem gosto pra tudo, e cruela ja provou de tudo nessa vida, ô mulher que tem historia pra contar, hein?

Sonia, gostei da ideia dos miolos dos políticos à milanesa, mas com a cabeça podre que eles tem, deve ser mais horroroso que miolo de boi...

beijos!

André disse...

Olá, Rosane, meu nome é André, já acompanho o blog há algum tempo, mas pela primeira vez deixo um comentário. Sempre que vou a Paraty gosto de tomar um caldo lá no bar do seu marido; o Maurício atende todos muito bem. Você vai estar na FLIP? Se estiver, estaremos lá no Che (mas, por favor, sem essa de bife de fígado).

Até lá.

Cruela Cruel Veneno da Silva disse...

olha Rosana, eun juro que a metade das histórias não é do meu agrado.

mas...

um dia perguntei meu pai
"painho, a história de nossa família dá um livro?"

ele parou o que estava fazendo (virando e provando uma carne "crua" que estava no sereno pronta pra virar carne do sol) e disse ainda com a faca entre os dentes.

"uns dez"

kkkkkkkkkk

Anônimo disse...

"Torta de miolos" é uma dos meus pratos preferidos, mas miolos de ovelha. É tipo uma omelete com miolos e algum tempero, rápido e fácil de fazer, além de delicioso. O problema é conseguir os miolos...

Andréa disse...

não, não, não como vísceras de espécie alguma!!!
e ultimamente pouca, pouca carne!!!!!
urgh!!!!!!
mas uma vexz, no uruguay, me serviram a tal da parilhada, comi tanta coisa estranho e no final me perguntaram se eu queria saber o que tinha comido.
é claro que eu prefire não saber.
mas sei que comi, com certeza, testículos de boi e sei lá mais o que..........
bjs

Valéria Martins disse...

Minha querida, a minha mãe me dava miolo para comer uma vez por semana, quando eu era criança. Dizia que era bom, justamente, para o cérebro. Eu me lembro de que não gostava, mas comia sob pressão. Será que é por isso que fiquei inteligente?, hehehe...

Beijos!

Pâmela disse...

Íul!
Não, nunca provei.
E, depois dessa descrição, nem vou querer provar...
Hahaha!
Bejos!

Emilia disse...

Fiquei traumatizada depois que vi HAnnibal. Lembro toda hora daquela cena (não vou nem descrever qual é, quem assistiu que lembre), de modo que jamais comerei o cérebro de quem quer que seja. Exceto se essa for a última comida do mundo e disso depender a minha sobrevivência. Fora isso, não como não.

Rosane Queiroz disse...

Gente do céu, depoisq ue eu li que esses tres dias, 18,19 e 20 sao de fim de lua minguante e que é pra ficar quietinha, andei sugestionada e mal apareci por aqui

pô, andre, que bacana, na proxima vez que for no Che, dá um toque pra gente se conhecer e preparar um pratinho de miolos à milanesa para voce, hehe
sim, estarei na FLIP


Cruelita, tá esperando o que pra começar a escrever essa enciclopédia?
eu compro!

anonimo, esse blog é mesmo uma caixinha de surpresas,
manda a receita dessa torta incrível!

Valéria, com certeza esse boizinho que a sua mãe escolheu era um genio!


Pamela, fala aí, então, qual é o miudo que voce provaria...

Emilia, poxa, eu tinha me esquecido do dr. hanibal. uau! ele faria a festa lá o Rei dos Miúdos

beijos, beijos!

Rosane

andrea, parabéns pela coragem! esses uruguayos comem de um tudo! mas eu só vou de miolo de pão mesmo...

Gis disse...

Bom, eu já contei aqui uma vez que esse lance de miúdos eu já comi muito justamente por morar na fronteira com o Uruguai. Inclusive contei que meu pai tinha feito miolos à milanesa e é única coisa que eu não tenho vontade de comer de novo. Odiei. E não foi preconceito, pq ele só contou o que era depois que eu comi. Só que naquele dia só tinha miolos e arroz pra comer e eu acabei comendo arroz puro. rsrs Andréa, na parillada vai bastante coisa mesmo, mas testículo de boi, eu nunca ouvi falar que fosse. rsrs Isso se come geralmente nas estâncias, em dia de marcação. Os peões vão marcando o boi com o ferro quente e cortando os testículos e aí jogam na cinza e comem. Dizem que é uma iguaria, mas por muito tempo foi restrita aos homens por ser assada nesta ocasião onde havia homens. Bem, eu não tenho preconceito. Meu lema é "só digo que não gosto depois que provei". rsrs Beijos!