segunda-feira, 15 de junho de 2009

Sem sinal


De tempos em tempos, a vida fica confusa. Parece que tudo sai do lugar. É o dia que fica mais curto, é a noite que fica longa demais; é o chefe que se torna mais exigente, a saúde que não colabora, o ladrão que arromba o carro, o frio que quase congela, a grana que fica curta, a vitamina que não faz efeito, o corpo que não reage, a vida que fica sem graça. A sensação é a de estar vivendo numa segunda-feira interminável, insuperável e insuportável. Nessas fases, o melhor a fazer é silenciar e continuar caminhando. Já passou por isso? Pois bem, nós, garotas de segunda, andamos assim, meio caladas - eu, mais ainda. Mas agora estou de volta. Foi só uma fase turbulenta; só tempestade, daquelas bem cinzas e barulhentas. Passou. Ufa... Será que a história da calmaria depois é verdadeira? Juro: tô de dedinhos cruzados!

10 comentários:

Ita Andrade disse...

Acho que a vida não tem "por que?" tem sim "para que?" refletir sobe isso ajuda a aceitar a tempestade e depois, lembra: sempre que choveu, parou!
Continuo esperando vc em Paraty, garotinha de primeira.
Beijo da Ita

haroldo disse...

Que sejam garotas de segunda ou de primeira, os ciclos da vida pegam qualquer pessoa. Pra mim, existem quatro grandes áreas no nosso cotidiano, cada qual relacionada com um dos 4 elementos.

Uma é o TRABALHO, as atividades profissionais, as tarefas do dia, o ganha-pão – elemento Terra. Outra é o MOVIMENTO, as viagens, a comunicação, as relações – elemento Ar. A terceira é o que tanto buscamos, o AMOR, amados e ser amados, o romance, a paquera, a sedução, enfim, as emoções e o elemento Água. A última e a mais importante é a SAUDE. Sem vigor, não existe vida – é o FOGO de nossa existência.

E dai? Bem, acho que nunca dá para estar no alto nos quatro ciclos. Pode até ter dias ou semanas que tudo dá certo, tipo aquela semana de férias maravilhosas, com um grande amor, depois de ter realizado um puta trabalho. E todos cheios de vigor e tesão. Mas também é difícil ter longos períodos de baixa, onde tudo tá ruim. Existem, mas acabam passando…

Minha conclusão: aguenta firme quando a vibração está em baixa, porque do fundo do poço as coisas só podem melhorar!!!

Abraços, Haroldo Castro
http://colunas.epoca.globo.com/viajologia/

disse...

Pensar na calmaria adiante nos dá forças para passar a turbulência de cabeça erguida, não é isso??
Ficaram caladas mesmo. No meu blogroll acusou duas semanas de silêncio!!!
Beijos

Telma Maciel disse...

Nossa, foi msm muito tempo de silêncio. Fizeram falta! E que venha a calmaria, que seja verdade esse ditado aí!
Bjs e boa semana!

ALOBONDER disse...

Na medicina chinesa antiga, o médico da familia só recebia seus honorários quando seus pacientes gozavam de pleno bem estar.
Se adoecessem o médico clinicava de graça até a saúde ser estabelecida.

Anônimo disse...

Paloma,
estou de dedos cruzados pelo fim da tempestade que passou por aqui tbém. Muita trovoada! Como escreveu a Ita (q é um amor), serve para a gente refletir né? E como...
Beijos,
Cristina

SONIA CORREA disse...

Palomita minha amada, minha fase de turbulencia ainda continua,a 45 dias atras fui assaltada(5 bandidos) levaram meu carro(Elisinha sabe...), após isto, cai e torci o tornozelo, ai deu herpes, e agora tive rompimento do musculo da panturrilha...PODE tudo isto???????? Sabe o que fiz HOJE fui com minha faxineira a IGREJA UNIVERSAL tirar o DEMÔ do meu corpo, acredita GOSTEI, sai da igreja em paz, leve e solta, ate meus medos acho que deixei por lá...e mais VOU VOLTAR a igreja sim...
Mas concordo com os depoimentos acho que são fases de nossas vidas, então estou esperando a bonanza.
bjus caramelados
SONIA CORREA

Karoliny Passos disse...

Nada para. O importante é que td passa e segundo as minhas opiniões de segunda, isso é mto bom. viva a dialética da vida louca!!!
gostei daqui.adoraria manter contato com vcs.tomara que td mude pra uma cor mais bonita!
um grande abraço!

Andréa disse...

é assim, ó, qdo to desse jeitinho, qdo o caos geral se instala na alma, r tudo fica cinzento e sem graça, não procuro saída, procuro ficar quietinha, curto meus momentos a sós e um belo dia, acordo com o céu azul de novo!!! Dias azuis logo logo pra vc e q os cinza sejam cada vez mais raros!
Andréa

Estela Nardi disse...

Sabe que andei percebendo....
A vida só tem graça, por causa desses monentos....mais difíceis...mais sem sal, meio vazio! é aí que entramos em contato com o nosso íntimo...e aprendemos...crescemos!!!

Pode apostar...sempre depois de uma "tempestade" vem uma fase só de alegria!

beijinhos