segunda-feira, 9 de junho de 2008

Um hambúrguer e duas patadas, please!


Sempre me pergunto até onde vai nosso lado ‘urubulino’. Porque todos nós temos essa coisa ‘B’, né? Vai negar? Tudo o que é trash atrai - em maior ou menor grau, dependendo de cada um, obviamente. Dia desses li em um site qualquer que uma lanchonete nos Estados Unidos é famosa por seus garçons estúpidos, que maltratam os clientes. O slogan é super simpático: “Coma e caia fora”. O nome do local é Ed Debevic’s, fica em Chicago e vive lotado, lotado, é claro – cheio de seres ansiosos para comerem hambúrgueres e, de quebra, levarem uma bela e saborosa patada. Engraçado, não? Você paga para ser mal atendido! Onde já se viu? Fiquei pensando com meus botões: será que os proprietários orientam seus funcionários a fazerem cara feia na hora do atendimento? Tipos, “seja grosso quando te pedirem algo, senão você vai pro olho da rua”? Cruzes, tudo ao contrário! Pior que fiquei com vontade de ir. Ainda mais porque vi alguns vídeos no Youtube que mostram a equipe da lanchonete em cima do balcão, fazendo uma coreografia bem de segunda (eles dançam de tempos em tempos durante o expediente). Na hora, lembrei daquela mala da Deborah Secco, quando fazia aquela mala da Sol, que sonhava em ir pra América, aquela mala de novela. Bom, mas pelo menos quem vai ao Ed Debevic’s já sabe (e vai justamente por isso, imagino) que o atendimento é nota zero. Melhor do que ser pego de surpresa, concorda? Porque nada tira mais o apetite do que um garçom grosseiro e mal-humorado – e olhe que já cruzei com vários pelos bares da vida...

4 comentários:

Gis disse...

Quando mais eu vivo, mais eu me surpreendo. Tem louco pra tudo. Tem público pra tudo... basta saber vender!

Rafaela disse...

nossa!
como você disse....ao menos não vamos ser surpreendidos com um péssimo atendimento.
Mas acho que eu não iria conseguir atender uma cliente assim. Ao contrário, recebo muitos elogios até mesmo dos donos da Empresa, por eu ser super simpática e atenciosa.
Beijos

Regina Bui disse...

em minha modesta opinião, um atendimento assim implica em má digestão (a rima foi sem querer), mas não é preciso ir até os EUA para vivenciar isso, de vez em quando a gente encontra por aí garçons de TPM!

Paloma Lopes disse...

olha, gis, tem louco pra tudo MESMO! pior que sou uma, pois bem que fiquei com vontade de ir nessa lanchonete de segunda...

rafaela, eu confesso que também teria dificuldades em ser grossa caso fosse uma dessas garçonetes. a não ser que estievsse de tpm e de tps...

regina, eu também já cruzei vários garçons e vendedores estúpios. é uma merda. mas pelo menos nesse lugar as pessoas já chegam sabendo que serão mal atendidas, né? melhor do que ser pega de surpresa...

beijos, meninas!