quinta-feira, 5 de junho de 2008

A língua do Sabiá


Já experimentou uma apetitosa porção de língua de boi defumada? Nããããão? Pois vou te dizer: não sabe o que está perdendo! Semana passada eu e a Rô fomos ao Sabiá, na Vila Madalena, um dos botecos de primeira que nos inspirou a criar o Garotas de Segunda. O lugar, que desde dezembro do ano passado funciona sem placa, em um clima pra lá de informal, com grandes janelas e paredes nuas, tem um menu de porções que começa com fígado, moela, língua, jiló e coisas do naipe. Bom, depois de "mandar ver" em algumas taças de vinho, confesso que me senti devidamente preparada para mergulhar nessa porção exótica. É bem verdade que tenho certos bloqueios alimentícios, e ao contrário da minha parceira, não adoro um bom bife de fígado acebolado, mas o blog me dá coragem pra experimentar de tudo. Acho que se um dia alguém me disser "hummmm, essa porção de grilos fritos é deliciosa", vou ter cacife para provar, mesmo sentindo o estômago embrulhar. Agora sim posso compreender um pouco melhor a Sabrina Sato comendo minhocas no Pânico! Bom, mas exageros à parte, o papo aqui é língua de boi, nada tão de outro mundo. Como nunca tinha visto uma porção dessas na frente, imaginava pedaços meio gordos e asquerosos, mas quando um dos donos do Sabiá, Wanderlei Alvarenga, mandou o garçom "descer" o quitute em nossa mesa, me surpreendi com a estética: parecem pedacinhos de presunto parma, ou algo tão apetitoso quanto. Deu mesmo vontade de experimentar! E o gosto é ótimo; fica ainda melhor com algumas gotinhas de mostarda. Acompanhada de um chopp gelado então, nem se fala... Passa lá, prova e depois diga aqui se não estou coberta de razão...

E você, já provou alguma comidinha exótica? Conte pra gente, mande sua dica de receita de primeira, com carnes de segunda... (Por exemplo, a iguaria mais diferente que o Wanderlei, do Sabiá, já se arriscou a experimentar foi testículo de boi. Ui! Será que a gente encara provar isso um dia, Rô?)

PS. Rosane diz: "Eu também tinha nojo de língua, mas assim defumada, parece um salaminho qualquer, muito gostoso com mostarda."

SABIÁ BAR E RESTAURANTE
Rua Purpurina, 370, Vila Madalena – São Paulo/SP
Fones: (11) 3816-1872 / 4508-3554

13 comentários:

Miss Halliday disse...

Olá! Descobri primeiro o blog Miojo da Rosane e agora o de vcs duas e confesso, ADOREI!!
Quanto a comer algo "diferente", a única coisa que comi e adorei, foi rã no espeto. Eu abomino este asqueroso bicho e vê-la no espeto, confesso que me senti vingada e feliz! Rsrsrs (maquiavélicos), e resolvi experimentar. Não que é a carne tem assim um leve gosto de frango?!?! Tá bom, rã é magrinha e assada no espeto fica mais magrinha ainda, mas é bem comestível!! Recomendo a do Restaurante Divina Gula, aqui em Maceió, Alagoas, onde moro!
Bjus

Paloma Lopes disse...

olá, srta. halliday! fico muito feliz que você esteja gostando do nosso garotas e também do miojo da rô! você deu uma dica muito esperta: nunca comi rã, mas quero muito experimentar! quando estiver em maceió (ô delícia), farei questão de ir a este restaurante divina gula! se descobrir outros petiscos exóticos por aí, escreva pra nós, ok? beijo grande!

Nina disse...

Oi meninas!
Digam o que quiserem mas eu a-do-ro um bom mócoto. Com uma umas gotas de cachaça e um punhadinho de pimenta calabresa então. Nossa! Amo!
A vida nem sempre precisa ser de primeira moças, pode ser de segunda de terceira. E pode não ser coisa nenhuma o importante é ser feliz. Obrigada por vocês lembrarem disso.

Gis disse...

Bom, acho que eu vou ser a campeã de comidas de segunda! ahahaha Pra começar, nasci na fronteira com o Uruguai, portanto sou acostumada a comer todos os miúdos do boi (mamas, timo, intestino grosso, rins, etc.). É a famosa parrillada, servida numa grelha. Ali tbm tem murcilha, que é uma espécie de lingüiça feita com sangue e pode ser salgada ou doce, esta última com amendoim. Já comi rã à milanesa, adoro dobradinha (mondongo), língua à vinagrete ou à escabeche, aprecio um bom mocotó (quando bem feito), como coraçãozinho de galinha, moela, etc. e etc. Até miolos de ovelha eu já provei quando era pequena (e não era proibido vender). Bah! Apesar de não curtir muito bife de fígado, eu descobri que sou muito de segunda! ahahahahaha

Rosane Queiroz disse...

Gente, quantas coisas boas e outras duvidosas...
E nao tem jeito: todo mundo tem uma comidinha supostamente de segunda no menu da vida

Quero conhecer o Divina Gula, mas mototó no me gusta, Nina

Gis, voce é um fenomeno!
em cada assunto, se revela mais e mais eclética

somos todas garotas de segunda - de primeira!

beijos

Rê disse...

A estética conta bastante quando se fala em quitutes. Quando vi a foto, imaginei que fosse lingüiça. haha. Fiquei com água na boca. Mas confesso que, conforme fui lendo o post, me deu um certo nojinho. rs
Mas o lance é abastrair. E que venham os etílicos para nos ajudar.
Ah, já comi rã. Ruim, por sinal.
Prefiro ficar com a normalidade alimentícia. rs.

Besos.

Gis disse...

Olha, sou da filosofia de que, pra não gostar, tem que provar. Mas confesso que miolos eu nunca mais quero comer na vida! Só tem 3 coisas que eu já comi e realmente não gosto: miolos, fígado e pepino grosso de salada (aquele que tem gosto de melancia salgada). rsrs Mas obviamente que estas esquisitices todas não são meus pratos prediletos, embora alguns deles eu ache bem bons. :-) E pensar que quando pequena eu comia feijão coado pq não gostava de grãos e minha mãe tinha que fazer bife de gado quando fazia peixe pq eu me recusava a comer. rsrs De fresca a um legítima garota de segunda (de primeiríssima!). ;-)))

ALOBONDER disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Érica disse...

aaaaaaaah! então é sabiá o nome?
outro dia estive lá e tomei um caldinho de feijão delicioso! agora... língua...NOOOT!

Anônimo disse...

Adoro coisas bizarras: já comi porquinho da india, formigas torradas, filé de alpaca e, sabado comi sushi de cavalo ( cavalo: pocotó, pocotó).

Gis disse...

Contando pra minha irmã o assunto aqui do blog, ela me lembrou de outras esquisitices que já degustei, mas não sei se elas são de segunda. Mulita (tatu), escargot, lula, mexilhões, ovelha/cordeiro, lebre, ... Mas acho que isso tudo é mais chiquezinho que rins e murcilha, né?

rosane queiroz disse...

Nossa, Gis e anonimo!
acho que vamos lançar um campeonato aqui, pra ver quem ja comeu as coisas mais estranhas, que tal...
Premio: um jantar completo de carnitas de segunda

beijos!

Paloma Lopes disse...

rô, acho que temos que deixar que nossos leitores escolham o petisco mais exótico que devemos provar, né? hahaha. haja estômago, hein? a língua foi moleza, mas sinceramente cavalo cru EU NÃO COMO! nunca experimentei mocotó, nem uma parrillada, tatu... já sei: podíamos organizar um jantar só com essas iguarias, que tal? aí chamamos toda essa galera aí! ;) numa segunda-feira, é óbvio...