quarta-feira, 12 de novembro de 2008

Então é (quase) Natal


Há quem ache o Natal uma festa de segunda. Claro, tem os chatos, os amigos (ou inimigos?) secretos, o lado comercial da coisa, os panetones esmigalhados, e principalmente a tristeza de quem não tem família ou grana. Com todas essas ressalvas, confesso, eu adoro o Natal! Gosto do colorido, das luzes, do clima de festa. E mais ainda porque tenho uma filha de 5 anos, que ama tudo que brilha, e ainda tem a sorte de acreditar em Papai Noel. Então, lá em casa o Natal chegou cedo. Sábado passado eu e Anita saímos atrás de enfeites para fazer a árvore mais colorida do mundo. Esse era o nosso conceito, depois de avaliar alguns outras idéias temáticas como uma árvore inspirada no mar, com conchas e sereias, ou "picante", enfeitada com pimentas. O modelito kitsch multicolorido pareceu mais fácil e divertido, até porque, a idéia era gastar o mínimo. Conseguimos, graças a uma dessas lojinhas de festas e bugigangas da Teodoro Sampaio. Tem várias, mas entrei na primeira que vi, a "J. Marrash", no 2.144. E lá mesmo resolvi tudo. O melhor são as luzinhas. Encontrei um pisca com as minilâmpadas encapadas de micropacotes de presentes coloridos (R$ 19,90). Tem também os piscas de bolinhas de natal e estrelas vazadas, com as luzes dentro. E esses(coreanos, acho) têm um timer para iluminar de três maneiras: piscando rápido, mais devagar, ou em cores alternadas. Não é de primeira? Fizemos a árvore mais colorida do mundo, com presentinhos, anjinhos, bolas mil, e dois tipos de pisca, por um precinho do Peru. Claro que não tem aquele chiquê dos enfeites de uma Cecilia Dale da vida. São pacotinhos de R$1,99. Mas o que importa? De primeira mesmo é criar uma decoração original. Para quem não quiser se jogar na 25 de março, fica a dica da Teodoro. E, você, acha o natal de segunda ou de primeira?

14 comentários:

vida cotidiana disse...

Acho ótimo quando se tem criança pequena, cultivar essa magia do natal. É muito simbólico e desenvolve esse lado, família, amigos, tão importante para as crianças nos tempos de hoje.
E enfeitar árvore com os filhos são momentos inesquecíveis, bjs

Ella disse...

Oi Rô,
Primeiro: Eu adoro o natal também, é umas das poucas vezes em que conseguimos nos reunir com nossas família.
Ontem mesmo eu vi uma matéria na revista vida simples que estimula um natal mais brasileiro. Com pratos típicos, preocupação com o meio ambiente e outras cositas.
Adorei e estou pensando seriamente em tentar implementar estas dicas na noite feliz!
Beijos

ALOBONDER disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
ALOBONDER disse...

Quando minha filha Valentine Rachel ultrapassava a fase dos cinco anos e vivíamos a aguda crise da guarda judicial adquirimos a nossa primeira árvore de natal de pais separados, isso á 5 anos.
Ao todo, inclusive a árvore de 50 cm, gastamos em torno de R$ 30,00.
Entretanto já percebia anteriormente a realidade da formação da personalidade de consumidor no mundo infantil.
Pois bem, é uma boa luta, uma grande batalha, mas desde então todo fim de ano lembramos de montar nossa pequena árvore, com sua mãe presente ou não, e nos deleitamos em sua compania.

12 de Novembro

Lúcia Soares disse...

Eu "descurti" o Natal desde que a coisa virou quase que apenas comercial. O valor religioso do Natal acabou para a maioria. Agora é tempo de compras, dívidas, viagens, férias, pensa-se em tudo, menos no aniversariante...Mas pra quem tem criança, a festa é válida. Eu acredito em Papai Noel! Desacreditei foi dos homens. (ser humano). Gosto demais de vir aqui. Vocês são de primeiríssima!

Carolina disse...

Natal tem cheiro de lembranças e coisas boas.
Tempo de achar o mundo algo tudo de bom!
bjos

Rosane Queiroz disse...

Oi Vidinha (adorei a Ita te chamar assim)

Pois é, tem algo de mágico aí. Eu nunca me esqueço do medo e da vontade de ver o Papai Noel... E enfeitar a árvore com a Anita foi muito gostoso, a gente colocava uma coisinha e se afastava pra ver de longe, como ficou, até o final apoteótico: o momento de acender as luzinhas!

Ella: quero quero saber dessas dicas, coloca lá no teu blog pra gente


Alô, Bonder! realmente, o consumo infantil é algo a se pensar. agora vai começar aquelas propagandas esmagadoras de lançamentos de brinquedos. Eu procuro lidar com isso deixando os presentoes para as datas mesmo. Ela vai fazendo sua lista de desejos... E nos dias comuns, compramos "besteirinhas".

Lucia, concordo com voce, para a maioria, o natal é sinal de estresse e compras. Mas talvez criar uma festa simples seja uma maneira de provocar algum encontro mágico

Carolina, sei lá porque, ler teu nome me lembrou da musica do chico com teu nome, que fala de uma festa que só carolina não viu. "Lá fora, amor, uma rosa morreu, uma festa acabou, nosso barco partiu..." Que voce nao perca a magia das festas!

beijos de primeira a todos

Camila disse...

Rosane e Paloma, só passei para elogiar o blog e dizer que o leio todos os dias!
É muito bom encontrar vida inteligente na internet!
Beijos!

Valéria Martins disse...

De primeiríssima, RÔ! Pra mim, este ano, também chegou mais cedo. Aproveitei a feirinha de pedra sabão em Ouro Preto e trouxe um monte de presentes. Voltei carregando uma tonelada de pedra sabão, mas muita gente da família já está presenteada!
Agora, este próximo fim de semana, vamos montar a árvore. Beijos!

*CaRoL* disse...

Amo Natal!
Acho tudo muito lindo!
Me casei em Janeiro desse ano, e pra falar a verdade esperei o ano inteiro pra poder enfeitar a casa... hehe... será meu primeiro Natal em minha casinha! Que felicidade!
Ainda não fui atrás dos enfeites... mas não vejo a hora!
Beijos.

Adriano Queiroz disse...

Acho Natal um saco. Mas pra quem tem filhos deve melhorar a situação.
O que eu mais fico p*t*, é que quase obrigação participar de alguma festa.
Esta loja da Teodoro é mais barata mesmo, dá pra se divertir lá.

Abraços.

Felina disse...

Acredita que eu pensei nisso nesses últimos dias ? Como o ano passou tão rápido (felizmente ou infelizmente) e o quanto faltam poucos dias pro Natal.É chegada a hora das compras de presentes,lembrancinhas...

Natal pra mim é de segunda só quando só é visto o lado comercial e deixa de lado o espírito natalino e seu real significado.

Não sei pq mas Natal pra mim é uma data triste,geralmente eu fico meio pra baixo,choro na troca de presentes....Mas mesmo assim considero uma data de primeiríssima.

bjinhos

andrea disse...

Ai, adoro Natal...
adoro essa época do ano em q parece q até o cheiro do mundo muda! Natal pra mim é reencontro, é alegria, é solidariedade, é mistura de cheiros, cores e sons...Nada separa o clima do Natal do cheiro da rabanada q minha avó fazia qdo viva, o domingo q minha mãe marcava pra arurmar a arvore, o frenesi da casa cheia...agora q tenho filho procuro preservar esse clima.

Juliana Cunha disse...

Ahhhh que delícia, esse clima de natal é tudo de bom, montei minha árvore hoje, e não sei como explicar mais é uma sensação de esperança que se manifesta nesse instante da montagem!! Já começam os planos para 2009....... espero concluílos assim como os de 2008.
Ah adoro o blog de vcs, ele está na lista do meu blog.
bjuss